newsletter port eng

Começamos a escrever nossa história no Brasil em 1998, quando o grupo Telefónica, da Espanha, participou do processo de privatização das companhias de telecomunicações do Sistema Telebrás do estado de São Paulo. Entre 1998 e 2000, o grupo Telefónica adquiriu a Telecomunicações de São Paulo S.A. (TELESP), a Companhia Telefônica da Borda do Campo (CTBC), a Telesp Participações S.A. e a Centrais Telefônicas de Ribeirão Preto S.A. (CETERP). 

Inicialmente, oferecíamos nossos serviços de telefonia fixa e banda larga no estado de São Paulo. O portfólio começou a crescer em 2006, quando celebramos um contrato com o Grupo Abril para oferecer os serviços de banda larga e TV a cabo da Tevecap S.A., ou TVA, a segunda maior provedora brasileira de serviço de TV paga com operações nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Sempre fomos referência de telecomunicações em São Paulo e seguimos uma trajetória de expansão nos anos seguintes. Em 2010, a Telefónica adquiriu as ações da Vivo, que pertenciam à Portugal Telecom, se tornando líder do mercado de telecomunicações do Brasil.

Em 2011, nós mudamos nosso nome de Telecomunicações de São Paulo S.A. (TELESP) para Telefônica Brasil S.A., para refletir nossas operações em todo o país.

Como resultado desta mudança de nome, em 06 de outubro de 2011 os códigos de negociação das ações da Companhia na B3 (antiga BM&FBovespa) passaram de TLPP3, para as ações ordinárias, e TLPP4, para as ações preferenciais, para VIVT3 e VIVT4, respectivamente, com a consequente alteração do nome de negociação para TELEF BRASIL. O código de negociação de nossas ADRs na NYSE foi alterado de TSP para VIV.

Em 2012, passamos a utilizar Vivo como marca comercial em todo o País, oferecendo telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura. 

Em 2014, adquirimos a GVT, reforçando a nossa oferta de rede fixa fora do estado de São Paulo.

Já em 2017, realizamos a aquisição da Terra Networks Brasil S.A.. Este foi mais um passo no nosso processo de transformação digital, com objetivo de ampliar e integrar a oferta comercial de serviços digitais para os nossos clientes e alavancar o negócio de publicidade.

No dia 23 de novembro de 2020, concluímos o processo de conversão, em sua totalidade, das ações preferenciais (negociadas com o ticker VIVT4) em ações ordinárias (VIVT3), garantindo a ampliação dos direitos aos acionistas, em linha com o mais alto nível de Governança Corporativa do mercado. Assim, hoje negociamos apenas ações ordinárias na B3 – Brasil, Bolsa, Balcão, com o ticker VIVT3, e na Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE), por meio da negociação de American Depositary Receipts (ADRs), sob o código VIV.

No dia 14 de dezembro de 2020, nossa oferta em conjunto com a TIM S.A. e a Claro S.A foi declarada vencedora do leilão dos ativos da operação de telefonia móvel do Grupo Oi. A conclusão da operação ainda depende da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Atualizado em 22 de dezembro de 2020.